Festival Canavial 2014 | A Rede Canavial celebrando a música rural, a consciência negra e o artesanato.

Festival se despede e celebra a diversidade da Música Rural

A programação contou com a participação de grupos de cultura popular que mostraram os brilhos e as cores dos folguedos da região e de artistas nacionais que levaram ao palco a música rural de diferentes pontos do país. Leia mais...

 

Festival encerra sua 8ª edição com balanço positivo

site_limo

Por Wanessa Santos

No último dia 15, o Festival Canavial encerrou as ações de 2014. A Mostra Rural de Cinema, na comunidade da Usina Barra, em Vicência, fechou o circuito dessa oitava edição. Durante um mês inteiro, o Festival passou por Buenos Aires, Limoeiro, Nazaré da Mata, Olinda e Vicência e contou com mostras de cinema, oficinas, seminários, Festival de Gastronomia, Festival de Coco de Roda, encontros de maracatus, encontro de bois de caboclinhos e shows de atrações locais e nacionais, celebrando a diversidade da música rural e consciência negra.

Ao fim de mais uma etapa, o Festival encerra com saldo positivo. Todos que acompanharam puderam conferir um evento grande e único no qual artistas e produtores da Zona da Mata se organizam entre si e se apresentam para o mundo. O sucesso foi evidenciado não apenas pelo envolvimento de novos municípios, como Buenos Aires e Limoeiro, ou pelo grande quantitativo de público alcançado – cerca de 15 mil pessoas -, mas pela qualidade nas suas ações. Os debates realizados nos seminários, a participação da população, o envolvimento com escolas, o acesso ao cinema para crianças. Tudo foi muito prazeroso e qualitativo.

Homenagem reflete importância de TT Catalão e Lula Gonzaga

Lula Gonzaga foi um dos homenageados desta edição.

Lula Gonzaga foi um dos homenageados desta edição.

Por Marcelle Honorato

A 8º edição do Festival Canavial se despediu no último dia 15. O evento promoveu shows, seminários e oficinas e garantiu muita dança, música e poesia em todos os cinco municípios por onde passou. A fonte de inspiração dessa efervescência cultural foi a trajetória profissional do cineasta Lula Gonzaga e do jornalista TT Catalão. A dupla foi homenageada durante a realização do Festival Coco de Roda Zumbi, em Olinda, em novembro.

Afonso Oliveira, Produtor Executivo do Festival Canavial, foi o responsável por homenagear TT Catalão. Durante a ocasião, o militante da cultura brasileira foi muito aplaudido. Segundo Afonso Oliveira, o valor da sua produção cultural e do seu exemplo de vida é imensurável. “Sua obra artística tem grande importância para a formação da nossa identidade mostrando um Brasil ativo e dinâmico nas formas de fazer. O povo brasileiro agradece a sua existência, sua leveza e sua dureza na defesa pelo simples e pelo belo”, pronunciou Oliveira.

Festival se despede e celebra a diversidade da Música Rural

destaquesite

Com informações de Marcelle Honorato e Wanessa Santos

No último sábado (13), o Festival Canavial encerrou sua oitava edição com um grande show na cidade de Buenos Aires. O evento movimentou a cidade e fez com que a Praça da Igreja de Santo Antônio fosse tomada por duas mil pessoas vindas do município e de cidades vizinhas. A programação contou com a participação de grupos de cultura popular que mostraram os brilhos e as cores dos folguedos da região e de artistas nacionais que levaram ao palco a música rural de diferentes pontos do país.

O Caboclinho Tapuia Canindé de Goiana abriu as apresentações da noite. O público que se avolumava na Praça para apreciar a agremiação era formado por pais com seus filhos, avós com seus netos, crianças que brincavam imitando o trupé dos índios. O Maracatu Estrela de Ouro de Aliança se apresentou em seguida com o Mestre Zé Duda soltando os versos sobre sua cidade natal, Buenos Aires, e o Mestre Luiz Caboclo comandando os brincantes nas evoluções da brincadeira.

Buenos Aires faz a festa com o Festival Canavial

fotosite

Com informações de Marcelle Honorato e Wanessa Santos

A alegria, a música e a dança tomaram conta da Praça da Igreja de Santo Antônio, em Buenos Aires, nesta sexta-feira (12). A penúltima noite do Festival Canavial reuniu artistas e músicos de diferentes ritmos e tradições e um público de mil pessoas, em média. A festa começou às 21h e o Maracatu Rural Estrela Dourada de Buenos Aires, prata da casa, foi o responsável para esquentar o público.

Sexta-feira é dia de zabumbada com Ítalo Pay e a Zabumba Mundi

fotosite

Por Marcelle Honorato

O Festival Canavial 2014 está se despedindo, mas quem deseja curtir música regional de qualidade ainda dá tempo. Hoje (12), a partir das 21h, será realizado o penúltimo dia do Festival Canavial, na frente da sede do Maracatu Estrela Dourada. Uma das atrações dessa sexta-feira é o grupo Ítalo Pay e a Zabumba Mundi, que se apresentará às 21h30.

O grupo possui uma forte identidade com as manifestações culturais da Zona da Mata Norte. O maracatu, samba de forró, caboclinhos, samba de coco de roda são alguns dos ritmos difundidos pelos músicos que se misturam com vivências e experiências com outras culturas, numa fusão de popular e contemporâneo.

A música rural mineira sobe ao palco na última etapa do Festival

Foto - Jackson Antunes

Por Wanessa Santos

O Festival Canavial encerra sua oitava edição na cidade de Buenos Aires, nos dias 12 e 13 de dezembro. Para finalizar a celebração da música rural, a programação está repleta de grupos e artistas de diferentes pontos do país. E não poderia faltar música caipira, do interior de Minas Gerais vem a atração nacional Jackson Antunes. Esse artista polivalente levará para o público as canções do seu show Coração Caipira. Além de pagodes de viola, músicas caipiras e parte da cultura popular da sua terra, o artista declama causos e contos desse universo rural.

Além de cantor – ou cantador como prefere ser chamado, Jackson foi muitos na vida. De Joaquim, passou a se chamar Jackson, depois de trabalhar como agricultor, servente de pedreiro, padeiro, cobrador de ônibus, pintor letrista, circense e escritor, decidiu dedicar-se ao teatro profissional. Mas a paixão pela cultura rural trouxe de criança, herdou de seu avô, grande aboiador. Na infância acompanhava de porta em porta as Folias de Reis típicas do norte mineiro.

Com mais de trinta peças encenadas, todas de autores brasileiros, em 1991 estreou na televisão na novela Renascer – que lhe rendeu várias premiações. Em seus vinte três anos de carreira na televisão, já soma mais de 24 novelas ao seu currículo. Atualmente está em Império, com o personagem Manoel.

Na vida musical desse artista, a viola caipira é que conduz a direção do seu trabalho. Jackson já gravou nove discos, entre composições autorais e homenagens a grandes ídolos, como: Téo Azevedo, Luiz Gonzaga e os Nonatos. Sempre com a preocupação de mostrar a cultura popular e valorizar o sertão.

Com certeza o público terá um grande espetáculo de música, viola caipira, poesia popular e tradição rural do interior mineiro, com esse artista-cantador completo.

Serviço:
Buenos Aires
13 de dezembro – Sábado
Local: Em frente à sede do Maracatu Estrela Dourada
20:30 – Índio Brasileiro de Buenos Aires
21:00 – Maracatu Estrela de Ouro de Aliança
21:30 – Jackson Antunes
22:30 – Caboclinho Tapuia Canindé de Goiana
23:30 – Chico César

Chico César encerra Festival Canavial 2014

Quinteto Violado (foto), Italo Pay e a Zabumba Mundi, Jackson Antunes, Maracatu Estrela de Ouro de Aliança, entre outros, completam a programação que acontecerá na cidade de Buenos Aires.

Quinteto Violado (foto), Italo Pay e a Zabumba Mundi, Jackson Antunes, Maracatu Estrela de Ouro de Aliança, entre outros, completam a programação que acontecerá na cidade de Buenos Aires.

Buenos Aires, no interior de Pernambuco, receberá nos dias 12 e 13 (quinta e sexta-feira) a última etapa do Festival Canavial 2014. Na programação shows com Italo Pay e a Zabumba Mundi, Quinteto Violado, Jackson Antunes e Chico César. A entrada é franca e os shows acontecem em frente a sede do Maracatu Estrela Dourada. O Festival Canavial 2014 tem patrocínio é da Petrobrás e Ministério da Cultura. Mais informações podem ser encontradas no www.festivalcanavial.com.br.

Uma das grandes atrações do final de semana é o cantor e compositor Chico César, que faz o encerramento do Festival Canavial 2014 no sábado, às 23h30. No repertório Chico apresenta um passeio por toda sua trajetória artística. Sucessos como Mama África, A Primeira Vista, Onde estará o meu amor e Pedra de Responsa fazem parte da apresentação.

O Quinteto Violado apresenta um repertório especial para o show que faz dia 12 às 23h em Buenos Aires. Como o Festival presta uma homenagem a música rural, os Violados preparam uma apresentação homenageando a diversidade e as características rurais do nosso estado. As cirandas, tão comum na Zona da Mata, estarão representadas no repertório. Luiz Gonzaga também não fica de fora desse repertório, aproveitando canções do premiado disco Quinteto canta Gonzaga.

O MOVIMENTO – O Movimento Canavial surgiu em 2006 com a proposta de integrar a Zona da Mata Norte através de vários projetos culturais. De Goiana a Nazaré da Mata são vários Produtores Culturais, Associações, Pontos de Cultura, empresas, Artistas, Mestres, rádios comunitárias, antigos Engenhos e grupos Culturais engajados e que mudaram a realidade da região. O Festival Canavial e o Pontão de Cultura Canavial são a expressão maior dessa grande rede cultural do Estado de Pernambuco.

PROGRAMAÇÃO
12 de dezembro – Sexta-feira
Local: Em frente à sede do Maracatu Estrela Dourada
21:00 – Maracatu Estrela Dourada de Buenos Aires
21:30 – Ítalo Pay e a Zabumba Mundi
22:30 – Caboclinho Tupi Guarani de Buenos Aires
23:00 – Quinteto Violado

13 de dezembro – Sábado
Local: Em frente à sede do Maracatu Estrela Dourada
20:30 – Índio Brasileiro de Buenos Aires
21:00 – Maracatu Estrela de Ouro de Aliança
21:30 – Jackson Antunes
22:30 – Caboclinho Tapuia Canindé de Goiana
23:30 – Chico César

A zona rural entre plano de fundo e tela principal

Foto: Pedro Raiz

Foto: Pedro Raiz

Por Wanessa Santos

Seguindo entre as várias elevações geográficas do relevo da cidade de Vicência a equipe já projetava a expectativa de mais um dia de cinema em alguma comunidade rural. O rumo dessa vez era o Distrito de Angélicas, a alguns quilômetros do centro. A Usina Laranjeiras vista bem pequenininha e a bela paisagem cada vez mais alta indicavam que o destino final estava próximo. Os povoados, as vastas plantações de banana e cana de açúcar, as estradas de barro vermelho, e o sol que furtava a vista em cores. Todas as imagens ali seriam de cores e poesia.

Comunidades rurais recebem mostra de cinema

sitemostra

Por Wanessa Santos

O cinema também é diversão garantida na programação do Festival Canavial, que continua suas atividades na cidade de Vicência. Do dia 29 de novembro ao dia 14 de dezembro, várias comunidades rurais do município irão receber a Mostra Rural de Cinema, uma ação itinerante para difusão do audiovisual e garantia de acesso das populações rurais à sétima arte. Uma realização da Associação dos Filhos e Amigos de Vicência – AFAV, do Ponto de Cultura Poço Comprido, em parceria com o Festival Canavial, e incentivo do Funcultura – FUNDARPE.

Vicência escolhe Melhor Cozinheiro da Mata Norte

imgsitegastro

Por Marcelle Honorato

Neste domingo (30), o Festival de Gastronomia da Mata Norte escolheu o melhor cozinheiro da região. O concurso foi realizado no Engenho Poço Comprido, zona rural de Vicência e recebeu a inscrição de seis cozinheiros que aceitaram o desafio e submeteram seus pratos à avalição de um jurado composto por gastrônomos, produtores culturais, e representantes da Prefeitura de Vicência.

Todos os pratos deveriam usar a macaxeira como ingrediente e pontuar nos seguintes critérios: apresentação visual; criatividade e originalidade; aroma e sabor; pontualidade e temperatura; e higiene na manipulação; e organização. Os seis concorrentes presentes apresentaram uma variedade de pratos: pé-de-moleque, lasanha, bolo, crepe, escondidinho.
O jurado Augustinho Lopes, professor de Gastronomia, admirou a coragem dos participantes em apresentar seus pratos e afirmou que todos já são vitoriosos, independente de quem ganhará. “Todos estão de parabéns. A tradição é preservada a partir de manifestações e eventos como esse que associam comida à cultura. Cozinha não é apenas comer, cozinha é cultura e não envolve apenas sabores, mas envolve tradição, conhecimento”, afirmou Lopes.